Os benefícios do MEJ na seniorização das Empresas Juniores

Teamwork-5-people-holding-puzzle-piecesEm 1967, em função da necessidade de colocar em prática os aprendizados universitários, alunos da ESSEC – L’École Supérieure des Sciences Economiques et Commerciales, em Paris, criaram o Junior ESSEC Conseil. Tais alunos teriam a oportunidade de entrar em contato com clientes do mercado desde cedo, o que seria  um ótimo complemento à teoria vista em aula. Dessa forma, originou-se a primeira empresa júnior.

No Brasil, a Empresa Júnior FGV foi a primeira a trazer tal vivência para o ambiente universitário, buscando oferecer aos estudantes por meio de de três pilares, aprendizado por gestão, aprendizado por projetos e cultura empreendedora, práticas e conhecimentos que possibilitassem um desenvolvimento do desses jovens, tornando-os  profissionais mais qualificados e preparados para o mercado.

Assim, há 28 anos na América Latina, o Movimento Empresa Júnior (MEJ) não objetiva o lucro, e sim, o fomento do desenvolvimento dos seus membros que serão líderes da mudança no país. Atualmente, o MEJ é um fenômeno global, contando com confederações brasileiras, americanas, asiáticas e européias. Além disso, o Brasil é o país com o maior número de empresas juniores no mundo, contando com mais de 700 empresas juniores e com mais de 22.000 empresários em todas as regiões do país

O Movimento, dentre outras funções, é responsável pela organização de eventos, como o JEWC (Junior  Enterprise World Conference), o ENEJ (Encontro Nacional de Empresas Juniores) e o EPEJ (Encontro Paulista de Empresas Juniores), que são oportunidades amplamente desenvolvedoras, tanto para as empresas, quanto para os membros. Nestes eventos, encontrou-se uma forma de integrar e transmitir conhecimento entre as diversas empresas juniores e seus membros através de workshops e palestras por profissionais renomados no mercado. Vale ressaltar que agora, no ano de 2016, dos dias 20 ao 24 de Julho, ocorrerá mais uma edição do JEWC, no qual foram selecionados os melhores cases das empresas juniores do mundo inteiro e a EJFGV obteve os seus dois cases dentre os doze cases selecionados.

O engajamento da EJFGV no Movimento traz diversos benefícios para a mesma. Sendo o principal deles, o fato do Movimento ser uma forma das empresas juniores conseguirem ter mais força perante o governo através da regulamentação delas e representatividade conseguida através da lei sancionada (lei n° 13.267), o que garante uma maior efetividade nas iniciativas de contribuição para o desenvolvimento do nosso país. Além disso, a experiência com a troca de conhecimento e aproximação com o mercado, possibilita aos membros um desenvolvimento em conjunto e apoio entre as empresas juniores, trazendo uma ampla rede de contatos e conhecimentos através dos eventos promovidos pelo MEJ e uma maior credibilidade frente aos nossos clientes.

Tal credibilidade é garantida pois o movimento exige que as empresas juniores pertencentes mantenham um certo padrão de excelência. Além disso, o MEJ auxilia na seniorização da EJFGV, tendo em vista que a partir dele é possível a troca de experiências de mercado, metodologias e insumos que auxiliam no desenvolvimento de nossos membros e na criação de projetos mais inovadores, efetivos e implementáveis.