Para novos negócios, novos planejamentos

Para novos negócios, novos planejamentos

Um novo negócio é sempre uma aventura, que exige esforços e investimentos – não só financeiros, mas também de tempo e recursos. Por isso, é importante que sejam tomados todos os cuidados antes de embarcar nessa aventura.

Um dos motivos mais recorrentes do fechamento de empresas em todo o mundo é a falta ou má execução de um plano de negócios: esse plano consiste de vários fatores, e é essencial para quem quer iniciar uma empresa do zero, expandir os negócios ou mudar totalmente o ramo de empresas já existentes. Ele descreve tudo sobre a nova empresa, como por exemplo: o produto, os objetivos da empresa, seus planos operacionais e financeiros, propostas para marketing e comunicação, seu foco e estratégias, entre outros. Através dele, é possível traçar de maneira completa tudo o que a sua empresa será e quer ser, permitindo uma atuação muito mais estratégica, planejada e estruturada, ao invés de reativa. 

Também dentro do plano de negócios é necessário que exista uma análise de viabilidade. Como o nome indica, essa análise permite que seja avaliada a viabilidade de uma nova empresa levando em conta todos os fatores, tanto presentes quanto futuros, e informa quais podem ser as expectativas quanto ao sucesso do negócio e o real potencial de retorno do investimento. Ela não segue um padrão rígido de criação, mas existem alguns fatores que devem estar sempre presentes:

Análise do mercado

Cada mercado tem suas características particulares, assim como cada produto, indústria, modo/ponto de venda, público-alvo, meios de divulgação… É necessário ter informações detalhadas sobre todos esses pontos que dizem respeito à sua empresa, já que eles contam (e muito) na análise de viabilidade.

Projeções

Aqui, são realizadas estimativas médias de receita e retorno no curto, médio e longo prazo, baseado no conhecimento de mercado e nas informações reunidas sobre as características e objetivos da empresa. Nessa fase, uma grande dose de realismo é essencial, sem pesar no otimismo nem no pessimismo.

Custos

No cálculo de custos, os números são mais baseados na realidade, já que é possível calcular os custos fixos e variáveis de maneira mais certeira. Os custos fixos são os mais fáceis de serem calculados, pois contam com fatores de variação muito menores. Já os custos variáveis são dependentes de produtividade, mas também é possível fazer estimativas mais precisas baseadas em informações de mercado.

Além desses fatores práticos, existem alguns aspectos mais “emocionais” que precisam ser colocados em prática na hora de elaborar uma análise de viabilidade e ter resultados realistas: é preciso ser frio, flexível com ajustes (principalmente os financeiros), adotar um ponto de vista mais conservador e precavido. O entusiasmo com boas ideias e novas possibilidades de negócios é contagiante e animador, mas pode prejudicar um pouco o julgamento da realidade do mercado, que às vezes, pode ser brutal. 

Na hora de realizar a análise de viabilidade do seu novo negócio, ou da expansão da sua atual empresa, conte com os serviços estratégicos da EJFGV!

Leave a Reply

Your email address will not be published.