Blog

Margem de lucro: como calcular e chegar nos números ideais para a sua empresa

Margem de lucro é o valor do preço de determinado produto que é considerado lucro. Esse conceito é fundamental para o desenvolvimento de qualquer negócio, mas ainda pode ser confuso para muitos empreendedores.

O que acontece é que existem diversos tipos de margens de lucro, que variam de acordo com a etapa do DRE que é analisada.

Mas qual a diferença entre eles? E quando calcular cada uma?

Nesse artigo, vamos conhecer essas variações e entender como realizar o cálculo ideal para a sua empresa.

O que é margem de lucro?

Sempre representada em porcentagem, a margem de lucro de um produto ou serviço representa a proporção de seu valor que é considerada lucro para aquela empresa. 

Uma porcentagem alta indica que aquela empresa gera mais lucro por real de receita. E isso pode ser usado, por exemplo, como fator de comparação entre empresas

Se um negócio tem uma receita extremamente alta mas uma baixa margem de lucro, ele provavelmente não está indo tão bem quanto um negócio menor, com receita mais baixa, mas que tem lucratividade maior. 

Conceitos fundamentais

Antes de partirmos para as subdivisões de margem de lucro, devemos entender os conceitos principais que envolvem seu cálculo. Veja:

  • Custos: Envolvem tudo que um produto ou serviço exige para ser produzido/oferecido. Podem ser fixos ou variáveis, como conta de água e luz ou valor de matéria prima;
  • Precificação: O valor definido para seus serviços também entra na equação. Para calculá-lo, é necessário levar em conta diversos fatores, como tempo gasto para produção, deslocamento, colaborações, etc.
  • Lucro: Outro fator importante é o retorno financeiro que vem com a venda. Mas cuidado, lucro e margem de lucro não são sinônimos.

Tipos de margem de lucro

Como dito anteriormente, existem diversos custos que podem ser levados em conta em uma produção. É a escolha de quais gastos vamos adicionar ao cálculo que define qual margem de lucro estamos calculando. Veja:

  • Margem de lucro bruto: Também chamada de margem de contribuição, é resultado da subtração da receita menos os custos de produção. O resultado é chamado de lucro bruto.
  • Margem de lucro operacional: O lucro operacional é baseado nas despesas comerciais, como amortizações, despesas operacionais e administrativas, depreciações e muitas outras. Assim como o anterior, basta subtraí-las da receita.
  • Margem de lucro líquido: Funciona como um indicador de receita global, a famosa lucratividade. O lucro líquido é obtido da subtração de todos os custos (produção, impostos, dívidas, etc.) da receita. 

Vale ressaltar que uma boa visão da situação da sua empresa só é possível aliando todos esses cálculos. Além disso, essa estratégia permite que você avalie pontos específicos que estão indo bem ou que precisam de administração.

Como calcular minha margem de lucro?

Agora que já entendemos os conceitos necessários, vamos à fórmula:

A margem de lucro é resultado da subtração das despesas de um produto de seu preço de venda, divida pelo preço e multiplicada por 100. 

Traduzindo:

M = [(P – D)/P] x 100

Sendo: 

M = Margem de lucro

P = Preço

D = Despesas (fixas e/ou variáveis)

Para tornar essa operação mais clara, vamos a um exemplo:

Suponha que você venda determinado produto a R$20,00, e os custos totais envolvidos em sua produção são de R$10,00. Nesse caso, estamos calculando a margem de lucro líquido

Aplicando a fórmula: 

ML = [(20 – 10)/20] x 100

ML = [10/20] x 100

ML = 0,5 x 100

ML = 50

Lembre-se de que o resultado é dado em porcentagem. Então, no exemplo, sua margem de lucro é de 50%.

Em escalas maiores, você provavelmente tem números grandes e uma alta quantidade de contas a fazer. Para isso, é bom utilizar sistemas de planilhas, como Excel e Google Sheets, que te ajudam na organização e automatizam os cálculos.

Como saber se minha margem de lucro é boa?

Uma margem de lucro pode ser considerada boa ou não dependendo da perspectiva. Devemos levar em conta o segmento, o posicionamento de mercado e o nicho de comparação.  

Por exemplo, ao passo que a marca de luxo vende a sensação de realeza/poder, a rede de fast fashion vende roupas versáteis para um público mais amplo.

Segmento

Marcas como Apple e Tilibra, por exemplo, provavelmente possuem margens de lucro diferentes, tendo em vista que a valorização e o custo de produção de produtos escolares difere dos de smartphones e computadores.

Posicionamento de mercado

As margens de lucro da Gucci não são as mesmas que as da Renner. Afinal, as marcas partem de premissas diferentes para precificar seus produtos.

Nicho de comparação

Se a margem de lucro de uma montadora de carros for analisada em comparação com suas concorrentes brasileiras, a conclusão que se chega sobre ela será diferente da obtida se a comparação for com montadoras do mundo todo. 

Isso porque fatores como impostos e valor de moeda serão, também, levados em conta.

Colocando em prática

Como vimos aqui, a margem de lucro é um dos indicadores fundamentais para gerenciar seu negócio e precificar seus produtos. 

Buscando definir nosso lugar no mercado de trabalho, os membros da EJFGV não só estudam, como trabalham no ramo administrativo para te oferecer as melhores soluções, além de consultorias para que você saiba quais os próximos passos para a sua empresa. 

Obrigada pela leitura, confira nossos outros textos clicando aqui.

1 comentário

Ponto De Equilíbrio Financeiro: Como Calcular E Aplicar No Seu Negócio | Empresa Júnior FGV · 21/03/2022 às 15:00

[…] Dessa forma, o ponto de equilíbrio deve ser considerado uma referência, a partir da qual o lucro começa a ser calculado. […]

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress