Blog

Sistema de valor agregado: o que é e como montar?

“Como estão indo os projetos da minha empresa?”. Se em algum momento você já fez esse questionamento, está na hora de conhecer o sistema de valor agregado. 

Uma das formas de avaliar o resultado dos seus projetos é desenvolvendo uma pesquisa de satisfação e coletando o NPS. No entanto, a gestão de valor agregado é um método que vai além da percepção do cliente. 

Nele é avaliado o escopo, o prazo e o custo do projeto a partir do planejamento inicial e dos resultados. Ou seja, é uma forma de propor mudanças a fim de aumentar a eficiência dos projetos. 

Ficou interessado em aplicar o sistema de valor agregado  em seu negócio? Então continue a leitura e compreenda detalhadamente como aplicar esse método!

O que é e como surgiu o sistema de valor agregado? 

O sistema de valor agregado é uma ferramenta utilizada por várias empresas para identificar comportamentos em projetos que possam ser melhorados em um novo “start”. 

A gestão de valor agregado surgiu em 1960 pelo departamento de defesa dos Estados Unidos. A ferramenta foi criada por Quentin W. Fleming, consultor de gestão, e Joel M. Koppelman, desenvolvedor de software. 

Inicialmente, eles estavam avaliando um projeto em específico, mas o método foi tão eficiente que tornou-se uma ferramenta possível para várias empresas.

Como funciona o sistema de valor agregado?

Veja a seguir como funciona o sistema de valor agregado a partir de alguns fatores:

Linhas-base

Em primeiro lugar o gestor deve avaliar a linha base (escopo, custo e cronograma) e observar se a forma como foi estruturado ocorreu de fato. Essas avaliações devem ser feitas de modo periódico, elas são conhecidas como Linhas de Andamento ou Data de Andamento.

Medidas integradas

A partir das dimensões (escopo, custo e cronograma) é possível medir o desempenho do projeto, por isso, é importante avaliar bem a etapa anterior para conseguir ter sucesso nessa parte. 

Análise de três critérios

Existem três critérios utilizados para medir e fazer uma boa análise de um projeto. Observe abaixo:

  • Valor planejado: é o custo inicial do projeto;
  • Valor agregado: é custo das entregas já realizadas no momento da apuração;
  • Custo real: é o custo que já foi gasto até a data que está sendo feito o estudo de gestão de valor agregado.

Quais as vantagens do sistema de valor agregado?

O sistema de valor agregado é uma ferramenta que possui vários benefícios, conheça alguns deles:

  • Contribui na tomada de decisões;
  • Colabora em outras técnicas e metodologias de projeto;
  • Ajuda na administração financeira;
  • Permite uma melhor visualização do projeto.

Qual a diferença entre valor planejado e valor agregado?

Para desenvolver uma boa gestão de valor agregado é importante entender a diferença entre valor planejado e valor agregado.

Valor Planejado: é o valor que o gestor estabelece para ser gasto em um projeto antes mesmo dele começar. Ou seja, é uma expectativa que pode ou não se efetivar.

Valor Agregado: diferente do valor planejado, esse diz respeito ao valor real que o projeto teve desde o seu início até o fim. 

É imprescindível em uma gestão de valor agregado ter os valores anteriores, pois é a partir da comparação deles que torna-se possível essa ferramenta. 

Quais estratégias precisam ser estabelecidas para execução do sistema de valor agregado?

O gestor que deseja implementar o sistema de valor agregado em sua empresa precisa ter algumas estratégias bem estabelecidas para não se perder no meio do caminho. 

Essas estratégias para o sucesso da gestão de valor agregado são divididas em quatro áreas. Confira abaixo:

Passo a passo para fazer o sistema de valor agregado?

Agora que você já entendeu o que é o sistema de valor agregado, está na hora de conhecer o passo a passo para implementar essa ferramenta em seu negócio. 

  1. Elabore um orçamento condizente com a realidade da empresa;
  2. Faça um planejamento das atividades e como serão realizadas;
  3. Controle a evolução do projeto;
  4. Anote todos os gastos;
  5. Analise as informações estabelecendo conexões entre elas.

Como a EJFGV pode te ajudar?

Caso tenha dúvidas na hora de seguir o passo a passo, entre em  contato conosco. A EJFGV pode te auxiliar na utilização desta ferramenta, contribuindo para que sua empresa cresça ainda mais.

Enquanto te respondemos, aproveite para ler outros artigos do nosso blog e, desse modo, conheça outras ferramentas e métodos eficientes para colocar em prática na sua empresa. 

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress