A visualização de dados é uma forma de analisar informações através da união do design, da comunicação e da ciência de dados. Saiba como fazer uma boa apresentação.

Blog

Visualização de dados: 5 passos para uma boa apresentação

A visualização de dados é uma forma de analisar informações ou tendências através da união do design, da comunicação e da ciência de dados

É muito provável que você se depare com algum tipo de visualização constantemente, como tabelas e infográficos, fundamentais para facilitar estudos de mercado ou da situação interna de uma empresa, por exemplo. 

Aqui, vamos te explicar melhor sobre esse conceito e sua importância, além de te dar dicas de como fazer uma boa apresentação.

Quer saber mais? Continue sua leitura.

O que é a visualização de dados?

A visualização de dados é, como o próprio nome diz, uma representação visual de determinadas informações, com o objetivo de tornar seu estudo mais dinâmico

Essas representações podem ser feitas de diversas formas, dependendo de seu objetivo. Dentre elas, podemos citar:

  • Gráficos e infográficos;
  • Diagramas;
  • Mapas.

Mais adiante, falaremos mais a fundo sobre cada um desses modelos. 

Qual a função da visualização de dados?

A principal função da visualização de dados é facilitar o entendimento de informações que, em excesso, podem ser muito complexas e de difícil interpretação. 

Por isso, a comunicação visual e o design são importantes: o tipo de linguagem e o grau de formalidade de um gráfico, por exemplo, pode variar de acordo com a apresentação, desde que a mensagem seja transmitida com clareza.

Esses tipos de comunicação podem ser utilizados em diversas situações, como aulas, reuniões internas para engajar a equipe e, inclusive, propostas de investimento, uma vez que podem proporcionar:

  • Dados mais atraentes e inteligíveis;
  • Identificação de tendências e variações incomuns;
  • Embasamento para algum argumento;
  • Histórias por trás de informações;
  • Destaque de pontos importantes em meio ao conjunto.

Quais são os tipos de visualização de dados?

Como dissemos anteriormente, as visualizações de dados podem ser representadas de diversas maneiras. Separamos algumas delas abaixo.

Gráficos

Gráficos são representações de informações através de símbolos visuais como linhas, barras, pontos, fatias ou ícones. 

Existem diversos modelos de gráficos, como:

  • Barras;
  • Linhas;
  • Fatias;
  • Bolhas;
  • Pizza;
  • Árvore;
  • Pictogramas;
  • Entre outros.

Nesse caso, é importante selecionar um modelo que organize bem as informações que você deseja transmitir e se adapte a linguagem utilizada na sua apresentação.

Uma dica é pensar na variação da quantidade de informações que você quer transmitir. Ou seja, se alguns fatores apresentam proporções muito semelhantes, vale escolher o gráfico de barras, que tem fácil visualização e evita confusões.

Infográficos

Já os infográficos são a junção das representações gráficas com imagens e curtos fragmentos textuais.

Esses elementos devem ser utilizados com cuidado, evitando uma apresentação poluída – que pode dificultar a interpretação.

Normalmente, os infográficos são vistos em forma de:

  • Linhas do tempo;
  • Estatísticas;
  • Listas;
  • Currículos;
  • Infográficos de progresso;
  • Entre outros.

Diagramas

Os diagramas se assemelham aos gráficos por serem representações majoritariamente visuais. 

Contudo, são mais utilizados para mapear processos ou acontecimentos, com design mais dinâmico, como acontece em:

  • Mapas mentais;
  • Fluxogramas;
  • Análises SWOT;
  • Diagramas de Venn;
  • Histogramas;
  • Diagramas espinha de peixe;
  • Entre outros.

Mapas

Podemos não fazer essa associação à primeira vista, mas mapas também são uma forma de visualização de dados, uma vez que são a representação visual de determinada área.

Uma forma vista frequentemente em notícias são os mapas coropléticos, que utilizam cores para representar quantidades médias, como incidência de casos por estado ou densidade populacional.

Qual a importância da visualização de dados?

Atualmente, o grande foco das empresas são as análises de métricas e KPIs, dados quantitativos que refletem os resultados daquele negócio

A visualização de dados é uma forma de facilitar a compreensão e o estudo dessas informações para, então, chegar a tomadas de decisões cada vez mais assertivas

Com a popularização da data science, a alfabetização de dados é um pré-requisito muito procurado nos profissionais atualmente. 

Logo, uma equipe bem capacitada é indispensável para que sua empresa seja modernizada e novas metodologias sejam aplicadas com sucesso.

Para isso, é indicado investir em softwares que dinamizam ainda mais a visualização de dados. Um exemplo é o Power BI, sobre o qual temos um e-book para facilitar a sua introdução e a dos seus colaboradores. 

Para acessar esse material, clique aqui.

Como fazer uma boa apresentação de visualização de dados?

Ainda que o objetivo da visualização de dados seja facilitar a interpretação, existem alguns erros que podem causar efeito contrário

Para que isso não aconteça, separamos 5 etapas básicas que você pode usar como base para uma boa apresentação.

Veja só:

  1. Escolha o design adequado

Como dissemos no início do texto, a visualização é a junção entre comunicação e design.

Portanto, a arte escolhida deve ser correspondente à mensagem que você deseja passar, o que pode ser feito através de cores adequadas e direcionamento preciso.

Para isso, é importante manter um olhar crítico para as suas produções, evitando que elas sejam descredibilizadas mais tarde.

  1. Evite exageros

Para que a interpretação seja de fato facilitada, ela precisa ser enxergada facilmente

Em outras palavras, evite ilustrações e elementos desnecessários e fundos muito poluídos, que tirem atenção da informação principal.

Lembre-se de que um bom design não precisa ser aquele que traz muita coisa, mas pode ser aquele que contém boas escolhas.

  1. Conte uma história

O storytelling é uma estratégia que auxilia na transmissão de uma ideia e no convencimento do ouvinte. 

Os dados que você apresenta podem ser combinados de forma estratégica que sirva de base para uma narrativa que, por sua vez, suporte seu argumento.

  1. Combine mais de uma visualização

Uma boa forma de dinamizar a visualização e construir uma história é combinar diferentes tipos de gráficos e diagramas, por exemplo. 

Contudo, é importante lembrar do segundo passo: não exagere. A chave aqui é encontrar o equilíbrio e utilizar seus recursos da melhor forma possível.

  1. Utilize estratégias de destaque 

Em alguns casos, precisamos mostrar dados que nos são menos favoráveis ou relevantes que outros.

Para isso, vale utilizar estratégias de destaque: ícones que chamem atenção para determinado tópico ou grifos em pequenos trechos que chamem a atenção de quem está te assistindo ou lendo seu trabalho. 

Como melhor aproveitar os dados da minha empresa?

Agora que entendemos mais sobre a visualização de dados, sabemos que elas permitem tomadas de decisões estratégicas para o futuro do nosso negócio. 

Contudo, isso exige uma boa interpretação dessas informações e o que elas representam. 

Para isso, os membros da EJFGV são capacitados para oferecer consultorias estratégicas através de bases de dados, permitindo construções descritivas e preditivas de acordo com a realidade da sua empresa. Quer saber como podemos te ajudar? Confira nossas soluções em data science.

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.