Blog

Pesquisa qualitativa: 5 passos para otimizar resultados

Ao pensarmos em começar um empreendimento, nos questionamos sobre quais características teriam um negócio de sucesso

Analisamos as empresas que já trabalham no ramo e nos perguntamos como elas atingiram seu atual patamar, o que elas possuem que atraem os clientes e quais são as expectativas de quem consome aquele produto. 

Uma forma de encontrarmos essas e outras respostas precisa e detalhadamente é através da pesquisa qualitativa, que pode nos mostrar comportamentos e características de determinados assuntos. 

Caso você não conheça esta pesquisa ou tenha dúvidas sobre ela, esse texto vai ajudar você e a sua empresa a otimizar os seus resultados através de cinco passos dentro da pesquisa qualitativa. 

Continue a leitura!  

O que é pesquisa qualitativa? 

Se ao ler o nome você associou pesquisa qualitativa à qualidade, você está completamente certo!

A pesquisa qualitativa visa entender a qualidade de determinado assunto, ou seja, suas características

Trazendo essa linguagem para uma forma mais palpável, podemos citar os laboratórios de análise química. Ao analisar uma amostra o pesquisador está a procura dos componentes que estão presentes nela, sendo assim uma análise de suas características.  

Tratando do meio empresarial, a pesquisa qualitativa visa entender o mercado, ajudando a traçar um público alvo de forma precisa uma vez que seus resultados mostram as características do mesmo. 

Para que serve a pesquisa qualitativa?  

Para o mercado, às vezes não é possível tomar uma decisão apenas baseando-se em números.  

Quando percebemos que algum produto ou serviço não está tendo uma saída desejada, os números podem apenas mostrar que o erro está acontecendo, mas não o seu porquê. Para isso, usamos a pesquisa qualitativa. 

Ao fazer a pesquisa qualitativa, não apenas pontos negativos serão levantados como também os positivos, norteando tomada de decisões importantes como investimentos e mudanças necessárias. 

Além disso, a pesquisa qualitativa é extremamente flexível e pode auxiliar na visão de estratégias inovadoras, sem contar com sua facilidade de identificar tendências e estímulo para desenvolver uma mentalidade investigadora dentro do empreendedorismo. 

Podemos levantar também a abordagem real que será construída através de perguntas estratégicas, e com isso um maior aprendizado e conhecimento do público

Pesquisa qualitativa vs quantitativa  

Apesar de seus nomes parecidos, essas duas pesquisas seguem lógicas e metodologias bastante diferentes, mas caminham lado a lado

A pesquisa quantitativa* pode e deve ser usada como uma forte aliada na pesquisa qualitativa. 

Geralmente, a primeira pesquisa que realizamos é a quantitativa, onde enxergamos os números. Utilizamos ela para saber quanto estamos lucrando, quanto estamos tendo de prejuízos e similares. 

Já se tratando da qualitativa, pensamos em porque temos esses números, colhendo dados mais detalhados, geralmente dos clientes – como satisfação com o produto -, o que poderia melhorar em nosso negócios e afins. 

Retomando o exemplo dado sobre o laboratório, podemos pensar que a análise qualitativa dirá o que há em determinada substância, enquanto a quantitativa nos responderá quanto de cada cada elemento existe ali. 

5 passos para uma boa análise qualitativa

Após entendermos bem o que é a análise qualitativa e a importância para um empreendimento de sucesso, conheceremos como ela  se aplica dentro de uma empresa. 

Para isso, separamos cinco passos que podem guiá-lo ao pensar em uma análise qualitativa. São eles: 

1 – Analise as opções

Existem inúmeros tipos de pesquisas disponíveis para quem quer se aprofundar no mercado, e nesse momento é preciso analisar todas as opções para não dispersar tempo e dinheiro com algo que não trará o resultado desejado. 

Se as questões que você pretende descobrir forem respondidas com um simples “sim” ou “não”, será importante analisar outros métodos de pesquisa. 

Por ser mais detalhada, a pesquisa qualitativa pode responder a perguntas que começam com “como” ou “porque” com maior profundidade, sendo a melhor opção. 

2 – Decida o objeto de estudo

A questão a ser pesquisada precisa estar clara em sua mente

Assim como todos os outros métodos de pesquisa, a pesquisa qualitativa funciona com o estudo de dados que serão coletados através de uma pesquisa. 

Para que sua pesquisa seja completa e concisa, é necessário um estudo para a elaboração das perguntas e sua estruturação, bem como a sua ordem. 

É importante frisar que contaremos com a ajuda de terceiros na coleta desses dados, portanto, seu formulário não deve ser massivo ou muito extenso, evitando que o seu público perca o interesse em responder. 

3 – Escolha o tamanho da amostra

Diferentemente da pesquisa quantitativa, para termos dados precisos na pesquisa qualitativa não é necessário um grande número de respostas

Ao ter em mente quantas pessoas você precisará para responder os resultados, você economizará tempo e também dinheiro investidos na sua pesquisa. 

Por ter sua metodologia bem ampla, é possível que com poucas respostas você obtenha os dados que deseja, dependendo do tamanho de seu empreendimento. 

Lembre-se sempre de considerar todas as respostas possíveis ao elaborar o seu questionário. 

4 – Colete os dados 

Como mencionado anteriormente, a pesquisa qualitativa possui diferentes metodologias e você precisará analisar qual se adequa melhor ao que é necessário em sua empresa. A partir daí você decidirá a melhor forma de coletar os dados

Podemos obter resultados através de questionários online, questionários dados aos clientes de forma física nas lojas ou enviados para o seu endereço ou ainda pesquisas feitas nas ruas. 

É importante ter uma noção mínima do público que se espera obter essas respostas para decidir qual será a melhor metodologia aplicada e também qual a forma de coleta. 

5 – Analise as informações 

Com todos os dados reunidos, chegou a hora da análise ser feita. 

Vale lembrar que, apesar dos diferentes métodos e formas de coleta de dados da análise qualitativa, seus resultados sempre serão dados de forma textual. 

Por se tratar de algo que conta com a opinião do público, algumas informações podem conter feedbacks não tão positivos e podemos nos deparar com alguns comentários não tão bons. 

Devemos levar em conta as reclamações presentes nessas respostas quando elas também aparecem em formulários preenchidos por clientes que apontam os erros de forma séria, sem serem passionais. 

Lembre-se: estamos atrás de melhorias sempre e isso é bem visto aos olhos do cliente. 

Coloque em prática

Após saber o que deve melhorar, começaremos o nosso processo de adaptação às expectativas do público. 

Para que tudo funcione bem e chegamos a essa etapa com tranquilidade, precisamos nos atentar a todas as outras que envolvem a pesquisa qualitativa

Por isso, indicamos sempre que essa pesquisa seja feita com o auxílio de um profissional da área.  

Nós da EJFGV atuamos no mercado empresarial ajudando empreendedores a expandirem cada vez mais os seus negócios conquistando o espaço almejado. 

Entre em contato conosco e saiba o que podemos fazer por você e por sua empresa!

1 comentário

Entrevistas Em Profundidade: Quando E Como Colocar Em Prática | Empresa Júnior FGV · 27/01/2022 às 15:06

[…] entrevistas em profundidade consistem em uma técnica de pesquisa qualitativa que busca analisar certas áreas com mais especificidade. Por ser um método que permite uma […]

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress