Blog

Payback e Break-even: o que são e quais as diferenças entre os cálculos?

Está querendo começar um negócio, mas está com receio de investir? Calma, você pode descobrir se o seu negócio faz sentido utilizando as ferramentas de Payback e Break-even

Assim como a Demonstração do Fluxo de Caixa (DFC), o Payback e o Break-even são cálculos que ajudam na previsibilidade financeira. 

O Payback é um cálculo para descobrir o valor que um empreendimento irá precisar receber no seu fluxo de caixa para pagar o investimento inicial. 

Já o break-even é quando o eixo de receitas se encontra com o eixo dos custos

Continue a leitura e descubra, então, quando você conseguirá pagar o seu investimento inicial.

O que é Payback e Break-even?

Payback é o tempo que levará para o seu investimento ser pago. Ou seja, quando sua empresa deixa somente de vender para pagar as despesas. É o momento em que o seu negócio começa a gerar lucro.

Agora, o Break-even é o ponto de equilíbrio empresarial, quando as receitas e despesas se igualam e, assim, a organização começa a ser viável. Confira o exemplo abaixo:

Receita mensal= 72.000,00 reais

Despesa mensal= 72.000,00 reais

Saldo= 0,00 reais. 

Ou seja, a empresa já venceu o seu momento de gastos e investimentos. Logo, em breve começará a ganhar lucro. 

Imagina uma semente de uma flor que foi plantada, no início você precisa regá-la sem ter nem uma pétala, mas depois de um tempo ela nasce e floresce. Entretanto, é preciso manter o cuidado. 

Ou seja, não é porque o saldo igualou que o trabalho acabou. Na verdade, ele está apenas começando. 

Como calcular o Break-even?

Em primeiro lugar, para calcular o Break-even é preciso separar as entradas e saídas do fluxo de caixa. Organize os seguintes itens:

  • Custos fixos: são custos que não são alterados, por exemplo o pagamento da equipe;
  • Custos variáveis: são custos que alteram de um mês para o outro, por exemplo água e luz;
  • Volume de vendas: é importante para calcular o Break-even ter anotado o volume de vendas;
  • Margem de contribuição: para descobrir essa margem é preciso subtrair os valores variáveis do valor total da receita. 

 Break-even = (gastos fixos – gastos não desembolsáveis) / margem de contribuição

Confira um exemplo prático para calcular o Break-even

Uma papelaria virtual especializada em moleskine vende seus produtos por 25,00 reais a unidade, os custos variáveis são de 11,00 reais. Sendo assim, a margem de contribuição é de 14,00 reais. 

O valor 14,00 reias foi encontrado do seguinte modo: (25,00-11,00=14,00), pois, conforme dito, para descobrir o valor da margem de contribuição basta subtrair os custos variáveis da receita.

Já o custo fixo é de 12000 e o de depreciação 3000. 

Posteriormente, basta colocar os valores na fórmula e resolver.

Break Even= (12000-3000)/14

Break Even=642,85, arredondando fica 643.

Ou seja, a empresa precisa vender 643 unidades no ano para atingir o ponto de equilíbrio empresarial. Caso você queira a resposta em valor monetário basta multiplicar a quantidade pelo valor unitário. 

No caso, (25,00×643 = 16075,00 reais).

Como utilizar o Break-even para analisar um investimento?

O Break-even é um método que ajuda a analisar um investimento, pois ele auxilia você a descobrir quando as despesas vão se igualar com a receita. Ou seja, aquele momento em que o seu investimento começa a dar retorno. 

Por exemplo, você quer abrir uma loja de calçados. Então, você tem 20000,00 reais para investir, mas quer saber quando esse investimento conseguirá, com as possíveis vendas, trazer retorno. Portanto, aplique a ferramenta de Break-even para encontrar o ponto de equilíbrio.

O que é o cálculo Payback?

O Payback é um método utilizado para executar uma análise de investimento. Ele nada mais é do que tempo que um investimento leva para pagar o investimento inicial. 

Existem dois tipos de Payback, confira:

  • Payback simples: é o período que um investimento leva para recuperar o seu investimento inicial. 
  • Payback descontado: esse é semelhante ao anterior, porém utiliza a taxa de desconto antes de somar o fluxo de caixa. Essa taxa é chamada de TMA. 

A fórmula para aplicar esse método é a seguinte:

Por que esses cálculos são tão importantes?

O cálculo de Payback e Break-even são fundamentais para quem quer ser empreendedor, pois eles funcionam como uma “carta de tarô” ao fazer previsões sobre o futuro com dados bem objetivos.

Sendo assim, é uma forma eficiente para você, antes de investir, saber quando terá retorno financeiro. 

Claro, quando o assunto é investimento tudo pode acontecer. Contudo, ao usar esses cálculos você terá uma previsão do que ocorrerá. 

O artigo está chegando ao fim, mas caso precise da nossa ajuda para utilizar esses métodos em seu negócio entre em contato conosco e descubra como a EJFGV pode ajudar você e sua empresa a crescer ainda mais no mercado. 

Estamos aguardando o seu retorno! 

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress