O IPCA é um indicador de inflação que funciona como um dos principais fatores de análise econômica no país. Saiba mais sobre como esse índice reflete no seu negócio.

Blog

IPCA: Como a inflação projetada afeta sua empresa?

O IPCA é um indicador de inflação que, ainda que ganhe destaque constantemente nas notícias, é fonte de muitas dúvidas para consumidores e lojistas.

Esse fator é um dos principais pontos de análise da economia do país e tem grande influência nas empresas, sendo um critério tanto para avaliações internas quanto para precificação, por exemplo.

Nesse artigo, vamos te explicar melhor o que é esse índice, como ele é calculado e como ele reflete no seu negócio

Quer saber mais? Continue sua leitura.

O que é o IPCA?

A sigla IPCA significa Índice de Preços ao Consumidor Amplo, e representa um indicador medido mensalmente pelo Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor através da POF, ou Pesquisa de Orçamentos Familiares.

Essa pesquisa analisa a inflação nos produtos e serviços de diversos estabelecimentos, que vão desde os setores alimentício e automobilístico até custos médicos e mensalidades escolares.

O SNIPC utiliza como base 90% das famílias de sua área de cobertura, que apresentam renda entre 1 e 40 salários mínimos e vivem em áreas urbanas.

Qual o objetivo do IPCA?

A principal função do IPCA é atuar como um medidor da inflação no país, que permite ao Banco Central e ao Governo elaborar estratégias e planos de ação para controlar aumentos indesejados.

Esse controle acontece através de algumas ferramentas como a Selic, ou taxa básica de juros, cujo aumento representa um estímulo econômico e uma consequente diminuição da inflação, assim como acontece o contrário.

Como o IPCA é calculado?

Como citamos anteriormente, o IPCA é calculado através da POF, que traça um perfil da condição de vida do brasileiro por meio de avaliações de rendimento das famílias, assim como seus hábitos de consumo.

A POF é realizada com uma periodicidade maior que o IPCA. Por isso, suas alterações afetam diretamente o índice que, por sua vez, busca uma representação mais fiel possível da realidade.

O cálculo é realizado com base em 9 grupos de consumo principais que, juntos, agregam mais de 400 produtos. Esses grupos são:

  • Habitação;
  • Alimentação e bebidas;
  • Vestuário;
  • Transportes;
  • Artigos para residência;
  • Despesas pessoais;
  • Saúde e cuidados pessoais;
  • Educação;
  • Comunicação.

Cada grupo apresenta um peso de cálculo diferente, assim como cada região do país – que são representadas por suas respectivas capitais.

Como acontece a variação do IPCA?

Existem diversos fatores de influência no IPCA, como aumento de safras, mudanças em legislações, situação do dólar e, principalmente, a procura.

Isso acontece porque o índice é regulado de acordo com os mesmos princípios da lei da oferta e demanda do mercado.

Como o IPCA afeta as empresas?

Agora que entendemos o que é o IPCA e como ele representa a economia em termos gerais, vejamos como a sua empresa se encaixa nisso.

Aqui, vamos partir de alguns aspectos específicos que são afetados pelo índice. Confira:

  1. Financiamentos e empréstimos

É importante lembrar que índices como o IPCA e a Selic têm influência direta nas taxas de juros

Por isso, vale conferir essas situações antes mesmo de começar a planejar novos investimentos.

  1. Custos de produção e insumos

Como dissemos anteriormente, o IPCA leva em consideração fatores estrangeiros a situação de safras. Portanto, o valor da matéria prima pode ser fortemente impactado.

Estar atento a essa questão pode facilitar na hora de desenvolver um planejamento orçamentário mais preciso.

  1. Custos fixos

Não é segredo que custos básicos como contas de luz, água e energia elétrica são diretamente afetados pela inflação.

Ou seja, um estudo mensal também é recomendado para prever quaisquer mudanças na situação dos custos fixos.

  1. Vendas

Assim como o IPCA é influenciado pela procura do mercado, uma variação na demanda também acontece por um aumento ou diminuição inflacionário, o que tende a afetar os resultados do mês.

A prevenção é o melhor remédio

Não existe método de blindagem que proteja sua empresa das variações inflacionárias. 

Portanto, a melhor forma de evitar imprevistos e manter uma constância nos resultados do seu negócio é uma gestão financeira de qualidade

Isso pode ser feito através da contratação de uma equipe especializada ou com serviços de consultoria, por exemplo. Na EJFGV, nossos membros são capacitados para oferecer ambas as opções.Para saber mais sobre como podemos te ajudar, confira nossas soluções financeiras.

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.