As empresas data driven são aquelas que baseiam seus processos na ciência de dados. Saiba mais sobre essa metodologia suas vantagens e como implementá-la.

Blog

Empresas Data Driven: como modernizar e organizar seu negócio

As empresas data driven são aquelas que baseiam seus processos organizacionais na ciência de dados, através de ferramentas e softwares que permitem uma integração completa dos setores. 

Esse modelo vem sendo cada vez mais procurado no mercado e se destaca pela dinamização de processos aliada a uma alta confiabilidade e organização. 

Nesse artigo, vamos te contar um pouco mais sobre esse sistema e suas vantagens, além de te explicar como implementá-lo no seu negócio. 

Quer saber mais? Continue sua leitura.

O que é o Data Driven?

O Data Driven é, como o próprio nome diz, uma metodologia de organização baseada na coleta e análise de dados, com o objetivo de desenvolver uma base sólida para planejamentos estratégicos e estudos internos

As fontes de informação utilizadas por esses programas podem ser tanto internas quanto externas à empresa, e o cruzamento dos dados permite prever as tendências de mercado, bem como identificar as melhores oportunidades. 

Existem diversas vertentes de Data Driven mas, pensando em um cenário empresarial completo, daremos destaque ao Data Driven Business, que se destaca por funções como:

  • Construção de perfil de clientes;
  • Identificação de parceiros;
  • Elaboração de estratégias para abordagem de público;
  • Planejamento para destaque no mercado.

Como o Data Driven é estruturado?

Uma vez que as empresas data driven usam a ciência de dados como base para a totalidade dos seus projetos, o principal destaque desse modelo é a coletividade.

Emoutras palavras, projetos e dados coletados são armazenados em um sistema central – ao invés de computadores individuais dos funcionários – que funcionam, geralmente, em nuvem.

Dito isso, imagina-se que todos os aspectos da cultura organizacional tenham suas especificidades nesse modelo. Veja bem:

Tecnologia

Com o desenvolvimento do Data Driven, é provável que sua empresa passe a valorizar o aprimoramento contínuo dos aspectos tecnológicos, como softwares, dispositivos e bases de dados

Manter esses agentes atualizados é fundamental para que o sistema continue a funcionar da melhor forma possível.

Pessoal

Pensando no último tópico, é aconselhável que um time especializado em gestão de dados seja montado, visando acompanhar e manter a qualidade dos sistemas, bem como identificar as necessidades e oportunidades de amadurecimento.

Vale destacar que também é possível terceirizar esse time, contratando serviços em data science de outras empresas, como é oferecido pela EJFGV.

Dados

Como vimos, os dados são a parte principal do Data Driven.

Contudo, para que tudo corra como o planejado, é necessário que essas informações sejam organizadas ao máximo, para que sua usabilidade seja potencializada. 

É aí que entram os softwares e as bases de dados que já citamos anteriormente.

Autonomia

Outro destaque dessa metodologia é a autonomia dada aos colaboradores, uma vez que cada setor deve contar com um sistema que atenda às suas necessidades e permita tomadas de decisão adequadas.

Vale lembrar que essa implementação exige capacitações para que os membros da equipe entendam como e por quê utilizar os dados. 

Como ser estratégico no Data Driven?

No cenário atual, é fundamental compreender a importância de tomar decisões baseadas em dados concretos, não só em conclusões subjetivas. 

Isso porque cada vez mais empresas surgem e se desenvolvem nos meios tecnológicos que, por sua vez, podem ser estudados com muito mais precisão.

Além disso, deve-se levar em consideração o comportamento do consumidor nesses meios, que vem sendo cada vez mais exigente e procura empresas que não só solucionem seus problemas, mas se identifiquem com seus valores e tenham autoridade sobre seu domínio.

Portanto, contar com informações precisas reduz significativamente os erros na hora de elaborar estratégias, desde as prioridades de produção até a precificação do seu produto.

Como desenvolver uma empresa Data Driven?

Agora que entendemos mais sobre como o sistema funciona, vamos analisar alguns aspectos importantes para desenvolver seu negócio com Data Driven, esteja ele no começo ou já consolidado buscando modernização.

Veja só:

  1. Interpretação de dados 

Aqui entra a organização e a capacitação dos funcionários. Isso porque não adianta ter os dados a sua disposição sem saber como interpretá-los, o que pode levar a subutilização.

Para isso, é importante entender quais dados são irrelevantes, quais são úteis para o momento e quais valem o armazenamento

Isso tudo pode ser automatizado pelas bases de dados uma vez que definidos, que devem ser sempre atualizadas e supervisionadas.

  1. Mudanças na cultura interna

Um outro ponto importante é o desenvolvimento de uma cultura organizacional que valorize e seja guiada por ciência de dados e não tanto por opiniões pessoais dos gestores. 

  1. Aproveitamento de soluções

Por fim, é importante compreender as necessidades de cada setor para, dessa forma, buscar as melhores ferramentas para o seu desenvolvimento com base na cultura digital que foi construída.

Além disso, vale destacar que esse tipo de modelo pode proporcionar uma integração maior entre os setores. Por isso, as decisões tomadas devem partir, também, de considerações gerais.

Vantagens de ser uma empresa Data Driven

Finalmente, vamos detalhar melhor algumas vantagens da metodologia Data Driven que merecem destaque, caso você esteja considerando seguir por esse caminho.

  1. Confiabilidade 

Como destacamos ao longo do texto, as decisões tomadas através da análise de dados tendem a ser muito mais confiáveis, uma vez que se baseiam em informações e estatísticas concretas.

  1. Capacidade de predição

Aliado ao ítem anterior, a coleta de informações vindas de várias fontes, bem como o cruzamento destas, torna mais fácil reconhecer e prever tendências de mercado.

Isso possibilita que seu negócio esteja sempre um passo à frente da concorrência.

  1. Facilidade de determinação de ROI

Como consequência da precisão de informações e da previsibilidade do mercado, o cálculo do ROI – ou retorno sobre investimento – se torna muito mais simples e assertivo.

  1. Autonomia para a equipe

Como citamos anteriormente, a autonomia dos colaboradores é um grande destaque dessa metodologia. 

Isso porque, através da capacitação, os funcionários passam a entender como interpretar e retirar o máximo de insights possíveis da coleta de dados, além de desenvolverem um melhor senso crítico e capacidade de colaboração real. 

Como consequência, é possível observar um desenvolvimento de uma cultura interna mais dinâmica e participativa.

Data Driven e LGPD

A Lei Geral de Proteção de Dados é um conjunto de normas que visam proteger as informações privadas de pessoas e empresas que se relacionam no mercado.

Por ter entrado em vigor recentemente – setembro de 2020 – ainda é um ponto de dúvida para grande parte das empresas, principalmente as Data Driven.

Nesse caso, é necessário incorporar práticas de cumprimento dessas normas em todos os projetos, desde o início da gestão de dados, o que pode ser feito através de ações como:

  • Responsabilidade na coleta de dados;
  • Documentos de permissão por parte dos clientes e usuários;
  • Construção de uma equipe especializada em privacidade.

Uma equipe pronta e capacitada em Data Science

Agora que você já entende mais sobre Data Driven, sabe que essa parte da gestão do seu negócio exige um pessoal capacitado para implementar e executar suas soluções

Além disso, vale destacar que a ciência de dados é um amplo campo de possibilidades de modernização do seu negócio. 

Para isso, a EJFGV dispõe de membros capacitados para ajudar você e toda a sua equipe a colocar em prática tudo o que vimos e mais um pouco. Quer saber como podemos te ajudar? Confira nossas soluções em data science.

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.